Categoria: PowerShell

Artigos relacionados as PowerShell.

Usando o Telegram para emitir alertas do Visualizador de Eventos do Windows – Exemplo Hyper-V Réplica

Hoje vamos aprender a utilizar o Telegram para a emitir alerta gerados pelos Visualizador de Eventos (Event Viewer) do Windows.

Para quem não conhece o Telegram, ele e um programa de mensagens igual ao Whatsapp, com dele podemos, fazer chamada de voz, envio de mensagens, criar grupos de conversar etc.

O Telegram pode ser utilizado em praticamente qualquer plataforma, seja ela Androi, IOs, Windows Phone, Web e Windows 10.

Mais informações: https://www.telegram.org/

No exemplo que eu vou demostrar sobre a utilização do Telegram para emitir alertas no Visualizador de Eventos (Event Viewer), vamos utilizar os eventos gerados pelo Hyper-V Réplica.

Quem tem um Hyper-V Réplica em seu ambiente de produção tem que executar uma tarefa diária de todos os dias verificar a saúde da replicação.

Automatizar essa tarefa seria uma “mão na roda”, quando houver algum problema com a sua replicação, automaticamente você receberá uma mensagem em seu Telegram informando o alerta.

Este mesmo conceito pode ser utilizado para emitir qualquer alerta que seja gerado através do Visualizador de Eventos (Event Viewer) do Windows.

 

Agora vamos configurar primeiro o Telegram para receber alertas.

 

Sugiro que você utilize um computador, pois assim será mais fácil fazer as configurações. Se você utiliza o Windows 10, pode baixar o Telegram Desktop através da Microsoft Store, usando este link: https://www.microsoft.com/pt-br/p/telegram-desktop/9nztwsqntd0s?activetab=pivot:overviewtab

Já se você utiliza outra versão do Windows anterior ao Windows 10, você pode baixar a versão desktop neste link: https://desktop.telegram.org/

Com a versão do Telegram instalado vamos ao tutorial. Uma parte será demostrada no artigo, e outra será demostrada em vídeo.

 

Com Telegram instalado a primeira coisa se fazer é se registrar. Processo é bem simples basta informa o seu telefone, receber o código de confirmação, informar seu nome, bem similar ao do Whatsapp.

 

1.Agora temos que iniciar o Robô (Bot) BotFather. Inicie a conversa com ele clicando no link https://telegram.me/botfather em seguida clique me COMEÇAR.

 

 

Observação: Ao clicar no link https://telegram.me/botfather uma nova janela vai se abrir perguntando se deseja abrir o aplicativo Telegram, responda sim. (Windows 10).


2.Agora vamos criar um Robô (Bot), basta digitar no chat /newbot. Neste ponto, você será solicitado a fornecer um nome amigável e um nome de usuário. Feito isso, você receberá o token para ser usado em nossos scripts.

 

Observação: Ao tentar inserir o nome do seu Bot apresentar esta mensagem:

Good. Now let’s choose a username for your bot. It must end in `bot`. Like this, for example: TetrisBot or tetris_bot.

Significa que que seu Bot deve ter letras minúsculas e sem espaços.

Exemplo: hyper_v_replica_bot

 

Um código da API será gerado, não posso demostrar o número aqui por questões de segurança.

Copie este código gerado, pois, vamos utilizar ele ainda.


Agora chegou a hora de criar o chat, aonde as mensagens do alerta do Visualizador de Eventos (Event Viewer) vão parecer.

3. Clique no link em destaque para iniciar o chat.

 

Uma nova janela se abrirá.


4.Clique em COMEÇAR.

 

Pronto, agora o novo chat foi criado.

Observação: Nunca dele o Robô (Bot) BotFather.

 

5.Agora digite qualquer texto na conversa.

 


6.Agora precisamos obter o ID do chat para isso copie o link abaixo para seu navegador substitua o $ MyToken pelo código API, gerado anteriormente.

 

https://api.telegram.org/bot $ MyToken /getUpdates

 

Exemplo: Se seu token da API for 694444877:BBC4Yn_u9kuoi2ZfAliD-6o9LCjuUkiXhYo

Seu link ficar assim:

https://api.telegram.org/bot694444877:BBC4Yn_u9kuoi2ZfAliD-6o9LCjuUkiXhYo /getUpdates

Cole o link em seu navegador. Uma página com informações do chat será demostrada.

 

Copie o ID chat que fica depois de “chat”: {“id:

Guarde este código. Vamos precisar dele para gerar o nosso script de Powershell.


GitHub

 

 

 

 

 

 

Agora vamos a explicação o script para envio de mensagem para o Telegram pelo Powershell.

Primeiro baixe aqui o script e demais informações no link do GitHub.

Temos somente quatro campos que devemos alterar para o script funciona corretamente.

Primeiro campo

$BotKey = “694444877:BBC4Yn_u9kuoi2ZfAliD-6o9LCjuUkiXhYo” # Coloque aqui o código token API gerado. Exemplo: 694444877:BBC4Yn_u9kuoi2ZfAliD-6o9LCjuUkiXhYo

Segundo, terceiro e quarto campo

Send-TeleMessage -BotKey “694444877:BBC4Yn_u9kuoi2ZfAliD-6o9LCjuUkiXhYo” -ChatIDs “795591150” -Message “Alerta! Servidor SR1 parou de fazer a réplicação, favor verificar. “

No campo -BotKey repita o código token gerado pela API.

Já o campo -ChatIDs copie o código gerado no Chat ID, exemplo: 795591150.

Já o campo -Message escreve a mensagem de alerta.

 

Usando o PowerShell ISE, após alterar os campos do script, envie uma mensagem de teste para ver se o script estar funcionando corretamente.

O resultado será este:

 

 


Vídeo

 

 

 

 

 

 

 

Pronto, com teste feito agora. Vamos aprender na prática como usar este script do Telegram para enviar alerta gerados pelo Visualizador de Eventos (Event Viewer) no Windows.

Vamos utilizar o agendador de tarefas no Windows, aonde os eventos gerados pelo Hyper-V Réplica, demostrado abaixo serão notificados diretamente no seu Telegram.

Para facilitar vou demostrar no vídeo como criar no Agendador de tarefas no Windows e vou disponibilizar no GitHub o exemplo para ser importado para o seu agendador de tarefas a tarefa pronta, para se utilizada, bastando importar e já sair utilizando, tanto para Windows Server 2016 e 2019.

 

 Os eventos criados podem ser críticos ou avisos.

 

 Evento ID 32315 (Aviso)

O ID do Evento indica falha com a replicação, mas isso não significa que a replicação foi completamente quebrada.

Uma máquina virtual primária também pode ser vista na condição “Crítico”, se um administrador pausar a replicação no servidor de réplica. Por exemplo, você pode ter pausado a replicação na Máquina Virtual de Réplica devido a alguns motivos técnicos. Nesse caso, não há necessidade de corrigir os erros, pois isso é feito intencionalmente. Na minha opinião, a réplica do Hyper-V deve ser inteligente o suficiente para lidar com tais situações. Não faz sentido colocar uma máquina virtual no status de integridade ” Crítico ” se um evento for acionado administrativamente (por exemplo, a máquina virtual de réplica está sendo pausada por um administrador).

 

Eventos Críticos

Quando uma máquina virtual estiver no status de integridade “Crítico”, o Servidor Principal do Hyper-V gerará mensagens de Erro no Visualizador de Eventos (expanda Logs de Aplicativos e Serviços | Microsoft | Windows | Hyper-V-VMMS e clique em Admin). Diferentes IDs de Eventos serão gerados por diferentes razões. Abaixo, são mostrados três tipos de mensagens de erro geradas com três IDs de Eventos diferentes no Visualizador de Eventos da Máquina Virtual Primária; ID do evento 32088, 32022 e 29292.

 

Evento ID 32088 (Crítico)

Será gerada se a replicação for suspensa no Servidor de Réplica.

 

Evento ID 32022 (Crítico)

Ele diz que o nome do servidor de réplica do Hyper-V não pôde ser resolvido. O evento não menciona especificamente o nome do servidor de réplica, mas entende-se que o servidor principal está tentando entrar em contato com o servidor de réplica antes de iniciar a replicação.

 

Evento ID 29292 (Crítico)

Sempre indica que há alguns problemas com a conectividade entre o servidor principal do Hyper-V e o servidor de réplica.

 

Munido de todas essas informações agora, vamos ao vídeo.

 


Inscreva-se no meu canal do Youtube também, já chegamos a marca de 786 inscritos!

Mais uma vez o meu muito obrigado!

Comment

Balanceamento de carga de máquina virtual – Windows Server 2016.

As vezes acontece em ambientes de cluster encontramos nós trabalhando duro, hospedando muitas VMs em quanto que outros nós estão no estado ocioso. Isso pode ocorrer após um nó ser reinicializado ou ocorrer um failover.

 

 

O balanceamento de carga de máquina Virtual é um recurso que permite otimizar a utilizando de máquinas virtuais em um Cluster de Failover.

Quando uns dós nós do Cluster de Failover estão com muito processamento, o balanceamento de carga de máquinas virtuais, verifica se não há nenhum dos nós entre os Cluster de Failover subutilizados, então se houver um, o Cluster de Failover executa um Live Migration para o nó subutilizado. Fazendo assim o balanceamento de carga das máquinas virtuais do Cluster de Failover.

 

O recurso em ação

Um novo nó é adicionado ao Cluster de Failover.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando você adicionar um novo nó ao Cluster de Failover, o recurso de balanceamento de carga VM equilibra automaticamente a capacidade dos nós existentes, ao nó recém-adicionado na seguinte ordem:

 

  1. A pressão é avaliada em todos os nós existentes no Cluster de Failover.
  2. Todos nós que exceda o limiar são identificados.
  3. Os nós com a pressão mais elevada são identificados para determinar a prioridade de balanceamento.
  4. VMs são migrados ao vivo (Live Migration), sem nenhum tempo de inatividade (with no down time).

 

Balanceamento de carga de recorrente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando configurado para balanceamento de periódicos, a pressão sobre os nós de cluster é avaliada para equilibrar a cada 30 minutos. Alternadamente, a pressão pode ser avaliada sob demanda. Aqui é o fluxo das etapas:

 

  1. A pressão é avaliada em todos os nós.
  2. Todos nós, excedendo o limite e os que estão abaixo do limiar são identificados.
  3. Os nós com a pressão mais elevada são identificados para determinar a prioridade de balanceamento.
  1. VMs são migrados usando o recurso (Live Migration), sem nenhum tempo de inatividade (with no down time), de um nó que exceda o limiar para nó sob o limiar mínimo.

 

Mergulho profundo no Balanceamento de carga de máquina virtual

 

Balanceamento de carga de máquina Virtual avalia a carga de um nó baseada a seguinte maneira:

  1. A atual utilização da memória: a memória é a restrição de recursos mais comuns em um host do Hyper-V.
  2. CPU utilização do nó em média, uma janela de 5 minutos: atenua um nó do cluster, tornando-se excessivamente comprometido.

 

Controlar a agressividade de balanceamento

A agressividade do balanceamento com base na utilização da memória e CPU pode ser configurada usando a propriedade comum de cluster ‘AutoBalancerLevel’. Para controlar a agressividade, execute o seguinte no PowerShell:

 

AutoBalancerLevel Agressividade Comportamento
1 (padrão) Baixa Mover-se quando o host tem uma utilização de 80 %
2 Médio Mover-se quando o host tem uma utilização de 70 %
3 Alta Mover-se quando o host tem uma utilização de 60 %

 

 

Controlando o balanceamento de carga de VM

O balanceamento de carga de VM é habilitado por padrão e quando ocorre a balanceamento de carga pode ser configurado pela propriedade comum cluster ‘AutoBalancerMode’.

 

Usando o Gerenciador de Cluster de Failover:

  1. Botão direito do mouse sobre o nome do cluster e selecione a opção “Propriedades”
  2. Selecione o painel “Balanceador”

Usando o PowerShell:

Execute o seguinte:

 

AutoBalancerMode Comportamento
0 Com deficiência
1 Balanceamento de carga na junção do nó
2 (padrão) Balanço na junção do nó e a cada 30 minutos de carga

 

VM balanceamento vs o System Center Virtual Machine Manager dinâmico otimização

O recurso de equidade de nó, fornece a funcionalidade de caixa de entrada, que é voltada para implantações sem System Center Virtual Machine Manager (SCVMM). SCVMM Otimização dinâmica é o mecanismo recomendado para o balanceamento de carga de máquina virtual em cluster para implantações do SCVMM. SCVMM desativa automaticamente o balanceamento de carga VM Windows Server quando otimização dinâmica está habilitada.

 

 

Inscreva-se no meu canal do Youtube também, já chegamos a marca de 586 inscritos!

Mais uma vez o meu muito obrigado!

 

Comment

Gerenciamento do Hyper-V Server 2019 em Workgroup.

Hoje vamos falar sobre o gerenciamento do Hyper-V Server 2019 em Workgroup (Grupo de Trabalho).

O Hyper-V Server a maioria dos profissionais de TI já o conhece, aquela versão free do Windows Server que só tem somente a função de Hyper-V. Com ela é possível virtualizar seu ambiente pagando nada de licenciamento, claro se estiver utilizando máquinas virtuais Linux, se estiver utilizando uma máquina virtual Windows 10 por exemplo, deve pagar apenas o licenciamento do Windows 10.

A cada lançamento de uma versão do Hyper-V Server sempre muda algum comando ou outro para que o seu gerenciamento em Workgroup (Grupo de Trabalho) funcione corretamente, no Hyper-V Server 2019 não foi diferente. Usei a mesma configuração que utilizei no Hyper-V Server 2016, mas infelizmente sempre um erro de acesso negado aparecia. Fiz uma pesquisa na internet, achei vários comandos que poderia me levar ao sucesso de conseguir gerenciar o Hyper-V 2019 em Workgroup (Grupo de Trabalho) pelo Windows 10. Finalmente depois de vários testes conseguir com sucesso estar configuração. Então resolvi fazer um vídeo e um script e compartilhar para todos.

Oficialmente o Hyper-V Server 2019 só estar disponível para quem tem assinatura MSDN, em breve a Microsoft deve disponibilizar para todos os usuários.

 

Sistemas operacionais utilizados:

Hyper-V Server 2019.

Windows 10 Entreprise versão 1809.

 

Link para o download do script no GitHubhttps://github.com/gabrielluizbh/manager-hyper-v-server-2019-workgroup

 

 

 

 

 

Vídeo:

No vídeo foi demostrado de forma clara e objetiva o passo a passo para obter sucesso no gerenciamento do Hyper-V Server 2019 no Windows 10, por isso o ficou um pouco extenso. Se quiser você pode saltar a etapas do vídeo, bastando clicar nos minutos.

 

 

Inscreva-se no meu canal do Youtube também, já chegamos a marca de 578 inscritos!

Mais uma vez o meu muito obrigado!

 

Comment

Estamos no GitHub.

Chegamos no GitHub!

A partir de hoje todos os scripts Powershell e conteúdos extras serão postados no GitHub. O GitHub é uma plataforma incrível para postagem e colaboração de códigos. 

Já foram postados 7 repositórios contendo os scripts Powershell e documentos, tudo bem explicado com links dos artigos para facilitar o entendimento.

Nosso link do GitHub: https://github.com/gabrielluizbh

Comment

6 artigos postados no portal Cooperati.

Bom dia a todos!

Faz um tempo que não posto artigos aqui, mas isso tem um bom motivo. Postei seis artigos no portal Cooperati são eles:

Storage Pool (Espaços de armazenamento) no Windows 10

Utilizando Compartilhamento e Sessão SMB na “unha” – Parte 1

Utilizando Compartilhamento e Sessão SMB na “unha” – Parte 2 

Como automatizar a criação de máquinas virtuais para laboratório utilizando um script de Windows Powershell

AppLocker no Windows 10 Enterprise

Storage Migration Service (Serviço de Migração de Armazenamento)

Comment

Novo artigo no ar! Como receber notificações do Windows Server Backup.

Neste artigo publicado no Portal Cooperati você vai aprender como configurar o Agendador de Tarefas para receber notificações do Windows Server Backup.

Funciona assim:

Através dos eventos gerados pelo Windows Server Backup, você será notificado por e-mail se o backup foi concluído com sucesso ou sem sucesso, essa notificação e feita utilizando um script de Powershell.

Não perca tempo, acesse logo o artigo!

Link do artigo: http://cooperati.com.br/2017/11/16/como-receber-notificacoes-do-windows-server-backup/

Temos uma surpresa também, conteúdo extra para download!

Comment

Novos artigos no portal Cooperati publicados.

Boa noite!

Estava com problemas no meu site, por isso não estava postando nada.

Então vamos as atualizações.

Tenho dois artigos novos postados no Portal Cooperati, são eles:

Link do artigo: 5 – Continuação, instalação da Função WSUS

Link do artigo: Como atualizar o Powershell em versões mais antigas do Windows Server e Windows Cliente.

Em breve mais artigos serão postados.

No mais, continue a prestigiar o meu trabalho, fique com Deus até o próximo post.

Comment

Desabilitar ou habilitar o assistente de confiuração do servidor, Windows Server 2012 R2 Essentials.

Olá!

Hoje vamos falar de uma configuração, que poucos conhecem. No Windows Server 2012 R2 Essentials, quando  você liga o servidor, pela primeira vez um assistente de configuração do servidor aparece, para ser configurado, mesmo ignorando, sempre após você reiniciar o servidor este assistente abrirá automaticamente.

Oficialmente tem uma maneira de desabilitar da inicialização, este assistente de configuração do servidor.

Para isso basta abrir o Powershell como administrador, é executar o seguinte comando:

dism /online /disable-feature:Microsoft-Windows-ServerEssentials-ServerSetup

O assistente não parecerá mais na inicialização do servidor, Windows Server 2012 R2 Essentials, isto é muito útil, quando você vai utilizar o servidor para outros fins, seja ingressar o
servidor já em um domínio existente ou também trabalhar em Workgroup (Grupo de trabalho).
Caso queria habilitar novamente o assistente de configuração do servidor, Windows Server 2012 R2 Essentials basta executar novamente o comando no Powershell como administrador é executar o seguinte comando:
dism /online /enable-feature:Microsoft-Windows-ServerEssentials-ServerSetup
Comment

www.000webhost.com